Comitiva do Pará participa de evento do IDH em Cuiabá – MT

A capital Cuiabá recebeu, nos dias 14 e 15 de setembro, o segundo Workshop promovido pelo Instituto de Desenvolvimento Humano (IDH), iniciativa holandesa que trabalha no processo de estruturação e implementação dos Pactos Regionais para, assim, promover o desenvolvimento econômico de regiões, aliado à conservação florestal e inclusão social. Até 2015, o IDH não tinha […]

A capital Cuiabá recebeu, nos dias 14 e 15 de setembro, o segundo Workshop promovido pelo Instituto de Desenvolvimento Humano (IDH), iniciativa holandesa que trabalha no processo de estruturação e implementação dos Pactos Regionais para, assim, promover o desenvolvimento econômico de regiões, aliado à conservação florestal e inclusão social.

Até 2015, o IDH não tinha funcionários no Brasil. A ideia deste segundo encontro – o primeiro foi realizado em maio deste ano – é reunir representantes dos munícipios, setor privado, produtores e comunidades. Esta segunda etapa consolida o mapeamento de atores que necessariamente devem estar no escopo inicial do projeto a ser implementado pelo Instituto, denominado de Produzir, Conversar e Incluir (PCI).

Participam representantes de diversas iniciativas atuantes e envolvidas com o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável, como, pelo Pará, Imazon, Programa Municípios Verdes, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), Prefeitura e Sindicato de Produtores Rurais de Paragominas, entre outros.

O evento também contou com a participação de representantes do Programa Municípios Sustentáveis (PMS/MT). O objetivo do encontro é também alinhar uma estratégia “win-win-win” entre as instituições participantes, onde todos saem ganhando. Ou seja, como o Pacto Regional interage e apoia as metas do PMS/PMV e como ambos interagem e apoiam as metas do PCI.

“A proposta é começar de 1 para 1, mas depois é para virar um negócio, não mais doação. Ajudamos com a institucionalização do PCI e pretendemos colaborar com a redução do desmatamento. A diferença que o Pará está mais avançado organizacionalmente. O retorno é em hectares conservados, restaurados e intensificados”, concluiu Mariuzzo.

Na manhã do dia 14, a programação envolveu a visita ao Instituto de Carnes do Mato Grosso (IMAC) e o workshop ocorrerá dia 14 pela tarde e 15 até as 15h.