Diretrizes do Programa Municípios Verdes chegarão a mais 33 municípios

Trinta e três municípios de várias regiões do Pará vão receber ações de mobilização e sensibilização no primeiro semestre de 2017. A Rádio Margarida, Organização Não Governamental (ONG) contratada para produzir diversos materiais artísticos e culturais, levará informações sobre o Programa Municípios Verdes (PMV) e suas metas, o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e a Licença […]

Trinta e três municípios de várias regiões do Pará vão receber ações de mobilização e sensibilização no primeiro semestre de 2017. A Rádio Margarida, Organização Não Governamental (ONG) contratada para produzir diversos materiais artísticos e culturais, levará informações sobre o Programa Municípios Verdes (PMV) e suas metas, o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e a Licença de Atividade Rural (LAR), além de esclarecimentos sobre a regularização ambiental e a importância de evitar o desmatamento no estado.

Serão mais de cinco meses de caravana da equipe da ONG, que será acompanhada por representantes do PMV. “Essa campanha é um dos momentos mais importantes do projeto, pois é quando poderemos ter mais materiais de esclarecimentos para esses produtores, reforçando a importância da regularidade ambiental para o desenvolvimento do Estado de forma consciente e responsável com o meio ambiente”, ressaltou Justiniano Netto, secretário executivo do Programa Municípios Verdes.

A Rádio Margarida, contratada com recursos do projeto aprovado pelo Fundo Amazônia, no valor de R$ 1.530.410,00, utiliza métodos de educação popular em que a comunidade local é sensibilizada e mobilizada para a causa ambiental, por meio do processo de mediação e atuação das linguagens artísticas e dos meios de comunicação.

Arte e informação – Entre as atividades incluídas na programação da ONG estão teatro com atores e com bonecos, criação de músicas, paródias, jogos, dinâmicas de grupo, brincadeiras e contação de histórias, além da produção de kits educativos, cartilhas infantis, programas de rádio e vídeos educativos. Todo o material produzido será utilizado em atos e shows realizados em espaços públicos, como praças, escolas e igrejas.

Os municípios que receberão as ações do projeto estão localizados nas regiões de integração do Araguaia, Baixo Amazonas, Carajás, Tucuruí, Marajó, Rio Capim, Tapajós, Tocantins e Xingu, onde ficam os municípios classificados como “Embargados”, “Monitorados e Sob Controle” e “Sob Pressão”.

Os municípios contemplados são: Almeirim, Gurupá, Porto de Moz, Altamira (distrito de Castelo dos Sonhos), Anapu, Senador José Porfírio, Uruará, Vitória do Xingu, Dom Eliseu, Ipixuna do Pará, Rondon do Pará, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, Placas, Rurópolis, Trairão, Redenção, Alenquer, Aveiro, Belterra, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Prainha, Santarém, Goianésia do Pará, Jacundá, Moju, Tailândia, Igarapé-Miri, Bom Jesus do Tocantins, Marabá e Novo Repartimento.