Governo do Pará assina acordo de cooperação com Fundação Roberto Marinho

O Programa Municípios Verdes (PMV), do Governo do Pará, é o novo parceiro do projeto Florestabilidade, da Fundação Roberto Marinho. O acordo de cooperação mútua será assinado nesta quarta-feira (17), durante a 15ª reunião do Comitê Gestor do PMV, em Belém, e estabelece novas formações de educadores dos anos finais do Ensino Fundamental e da […]

O Programa Municípios Verdes (PMV), do Governo do Pará, é o novo parceiro do projeto Florestabilidade, da Fundação Roberto Marinho. O acordo de cooperação mútua será assinado nesta quarta-feira (17), durante a 15ª reunião do Comitê Gestor do PMV, em Belém, e estabelece novas formações de educadores dos anos finais do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) nas cidades que fazem parte do Programa Municípios Verdes.

Para a coordenadora do Florestabilidade, Lysa Ribeiro, os projetos se complementam. “Educar sobre a importância das florestas é uma das metas do Programa Municípios Verdes. Nossa perspectiva é contribuir com a formação dos professores e com os conteúdos do Florestabilidade, fortalecendo a agenda de educação nas escolas municipais e nossa própria missão”, diz.

A parceria entre os programas trará como consequência a formação de uma consciência ambiental municipal completa. Uma vez que o Florestabilidade aborda a produção florestal sustentável e o PMV, por outro lado, tem como um de seus pilares a questão da gestão ambiental municipal. “A ideia com esta parceria é contribuir com o Florestabilidade, com temas inerentes à gestão ambiental nos municípios. A sociedade local precisa entender que o tema é mais cotidiano do que imagina e não atribuído somente aos níveis estadual e federal”, comenta Justiniano Netto, secretário de estado para coordenação do Programa Municípios Verdes.

Florestabilidade

O Florestabilidade é um projeto de educação que tem por objetivo despertar os jovens para uma importante missão: a de se tornarem gestores da maior floresta tropical do planeta. O intuito é difundir as técnicas do manejo florestal e fomentar uma rede colaborativa entre profissionais, aspirantes à profissão e o mercado de produtos florestais. Em 2013, o Florestabilidade formou 868 professores e 141 extensionistas em 56 municípios do Pará. O Florestabilidade é um projeto da Fundação Roberto Marinho, em parceria com o Serviço Florestal Brasileiro e a Good Energies Foundation.

A assinatura do acordo de cooperação será realizada durante a 15ª reunião do Comitê Gestor (Coges) do PMV, às 11h30, na Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), que contará com a presença de representantes do poder público, dentre eles Ministério Público Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), e de representantes de municípios do estado, de ONGs e da sociedade civil.

Realizada a cada dois meses, a reunião objetiva discutir e avaliar o desempenho das ações do programa estadual de combate ao desmatamento. Nesta edição, além da assinatura do acordo com o Florestabilidade, estão previstas apresentações do Ministério de Meio Ambiente sobre o sistema federal de Cadastro Ambiental Rural (CAR) e sobre ações de combate ao desmatamento desenvolvidas em São Félix do Xingu.

Também serão apresentados os avanços do projeto do PMV aprovado pelo Fundo Amazônia, no valor total de R$ 82,4 milhões, que visa apoiar o combate ao desmatamento e a degradação florestal no Pará, por meio da consolidação do Cadastro Ambiental Rural e do fortalecimento da gestão ambiental municipal.